Série: Eu Vivo Missões

Jacobina, Jacobina… quem diria que um dia iria conhecer essa cidade e viver dias indescritíveis?!

Quando entrei no Eu Escolhi Agir jamais imaginaria que tais coisas pudessem acontecer na minha vida. A foto não é da minha primeira missão e muito menos da história que vou contar, mas também faz parte do acervo de dias que marcaram a minha vida nesse lugar.

Em Outubro eu tive a oportunidade de viver mais uma missão, em mais um final de semana… aonde? Hein, hein? Em Jacobina… Chega nunca! Dessa vez o coordenador da missão era o Thiago Diogo e eu era líder da missão, me preparei durante a semana, busquei orientação do Espírito Santo e me dediquei ao meu crescimento para estar na postura durante a missão. Na sexta feira estava indo para Jacobina, tudo tranquilo e normal, mas assim que coloquei os pés na cidade eu estava literalmente sem voz, acredite… ninguém conseguia entender o que eu falava a não ser que se aproximasse e ficasse pertinho de mim, quase uma leitura labial.

A missão foi acontecendo e tentaram de tudo para que eu ficasse boa, quase fui cobaia de experimentos para novos medicamentos, mas sempre soube que Deus tinha o controle de todas as coisas e a minha oração era pra que no momento em que precisasse falar a minha voz estivesse em perfeito estado de maneira que todos compreendessem o que tinha a falar.

No sábado a noite realizamos o último meia noite na prisão daquela estação missionária, eu estava feliz com os resultados, mas mal sabia o que me aguardava. Quando estávamos retornando o Thiago Diogo deu uma ordem clara e absoluta “Na volta não para pra falar com ninguém, vamos seguir direto para igreja”, em quase silêncio, fomos todos seguindo para igreja… quando chegamos na ponte que liga a rua em que estávamos a rua da igreja, uma mulher começou a gritar e pedir por ajuda, tentando agarrar um dos adolescentes que estavam conosco, todos continuaram concentrados em seguir a ordem e não parar.

De repente a mulher grita: “Socorro, pelo amor de Deus”. Imediatamente o Thiago para e pede para que todo mundo pare e faça um circulo em volta dela, o Nei Mário, líder da igreja que nos hospedava nessa situação começou a orar por aquela mulher, ela estava angustiada, chorava e gritava muito. Como estava sem voz, eu quase que sussurrei: “Ela precisa só de um abraço, não de muita coisa” (não que oração seja pouca coisa); o Thiago acho que imediatamente respondeu: “vá lá e abrace ela”. Cara foi indescritível aquele momento, aquela mulher começou a chorar e falar da filha, ela me abraçava e falava tudo que lhe tinha acontecido e eu apenas fui lhe falando que aquele abraço era a demonstração do amor de Deus para com ela, que Deus não havia esquecido dela e de tudo que ela tinha passado… dizem que quando comecei a falar a minha voz voltou e todo me compreenderam perfeitamente.

Lembra da minha oração?! “Que quando eu tiver que falar todos compreendam o que tenho que falar” Deus é Deus e sempre continuará sendo Deus, todos nós precisávamos viver aquela situação, entender que Deus tem que estar em primeiro lugar nas nossas vidas, que enquanto reclamamos da família que temos ou do ‘não’ que recebemos, existem pessoas que perderam de forma dolorosa os mais próximos e se sentem sozinhos, sem ninguém para lhes dizer não. Talvez para você tenha sido mais uma história contada por alguém, mas para mim, ao lembrar dessa história sinto o meu animo e as minhas forças se renovarem para continuar vivendo missões. Um dia ele entregou a vida dEle por amor a mim e tudo que eu faça jamais pagará por isso, mas o mínimo que posso fazer é cumprir a sua principal ordenança… “Pregar a sua palavra, o seu amor, a toda a terra” e compartilhar o amor que todos os dias Ele demonstra por mim. OBS.: Teremos algumas postagens com as minhas experiências em missões, então fiquem ligadinhos e acompanhem, cada missão uma nova lição recheada de emoção.

 Beijinhos Lila

Anúncios

Time


 Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito.   


Clarice Lispector 




           O tempo é difícil de ser administrado, e na maioria das vezes torna qualquer um impaciente; o tempo é algo extraordinário que necessita de sabedoria para ser bem utilizado.
               O tempo cura feridas, o tempo afasta os maus sentimentos, o tempo traz respostas, o tempo…


              Existem coisas que precisam de prioridade e por isso requerem um pouco mais de tempo; se você tem um objetivo é preciso gastar umas certas horas para alcança-lo. Se ama alguém é super provável que gaste alguns minutos pensando no seu amado (a). Se você está com problemas precisa de segundos para soluciona-los. Com uma família e pessoas que te amam é preciso gastar mais tempo do que o acostumado, elas terão muito a acrescentar na sua vida.
              Não é difícil entender o que se é pra entender quando se entende que nada é por um acaso, que tudo o que acontece na vida contribui para algum fato. Onde por mais que a dor seja visível e que não seja mais possível esconder o quanto se está sofrendo, tudo acontece para lhe tornar mais forte quando algo pior estiver por vir, ou que talvez seja preciso aprender algo… É preciso deixar a encargo do tempo as respostas daquilo que se quer, enquanto isso gaste seu tempo vivendo e não espere para ser feliz.

Solidarity


            Seria bom que em todos os momentos de dor, existissem palavras para descrever o que se sente. Melhor ainda seria, se as palavras que todos dizem amenizassem sofrimentos. 
          Nem sempre palavras resolvem, é necessário mostrar com atitudes, pois, por mais forte que seja a dor ninguém jamais quer estar sozinho. Quando há um amor por si, há um certo zelo com a vida, ela passa a ter um valor inestimável, mas quando não se tem um amor próprio, nem a sua vida e muito menos de quem está do seu lado faz algum sentido.             Ser solidário não é um status, é preciso aceitar que o mundo está cheio de pessoas que precisam de ajuda, que necessitam do olhar de carinho, que precisam de cuidado e um pouco de amor. Ajudar alguém não é tão difícil, até o silêncio e somente a presença já é muito, é uma das melhores sensações que se pode experimentar; Olhar alguém e ajuda-lo pensando que você poderia estar naquela situação, contribui muito.
       Bom, um dos problemas que o pais enfrenta constantemente é a chuva, e por muitas vezes ela move o coração de alguns brasileiros, sim de alguns brasileiros, porque como sempre alguns teimam em deixar as suas marcas registradas no livro da vergonha deste pais. Em uma cidade devastada pela chuva, necessitando de toda a ajuda, desde água, remédios, alimentos, roupas, materiais de higiene e ajudas de custo, é possível encontrar um filho da mãe, sem vergonha, que com a cara mais deslavada do mundo tem coragem de roubar os donativos que foram arrecadados para as vitimas. É realmente um exemplo de uma pessoa que deixou de saber o que é o amor; O amor não é apenas uma palavra que soa bem aos nossos ouvidos, o amor é algo forte capaz de salvar vidas, o amor está acima da fé; é vergonhoso saber que o amor está em decadência, é triste saber que de agora em diante tudo tende a piorar.
        É hora de resgatar o amor que existe, de olhar para o lado e ajudar a quem precisa. Não seja egoísta e não reclame, existem pessoas que precisam muito mais que você e graças a Deus você tem o que comer ou se encontra em uma situação melhor. Então pense mais em como ser útil para aqueles que precisam de você, não é uma questão de dinheiro, mas de mudar o mundo com pequenas atitudes.

Vivendo em um filme

                Já reparou que a maioria dos filmes de comédia romântica sempre terminam com um final feliz? Isso é de irritar alguns seres humanos na maioria das vezes. Como uma historia que tinha tudo pra dar errado e acabar com a vida de alguém pode se tornar a historia mais linda, mesmo com todos os problemas? 
            Essa é a questão! Todas as historias podem terminar com um final feliz só depende das escolhas feitas ao longo da vida, porque uma historia só termina quando o protagonista deixa de existir. Tudo bem que em um filme as histórias parecem surreais, mas a sua história em alguns momentos também parece ser coisa de outro mundo.
             E mesmo com toda essa loucura você ainda se pergunta como escrever a sua historia?             Apenas VIVA, não siga uma vida monótona, afinal os grandes filmes sempre são os de roteiro inesperado. Modifique a sua rota, mude alguns costumes, esqueça o passado guardando somente aquilo que convém ser lembrado, saia o quanto puder, se divirta até das situações constrangedoras e esteja sempre de braços abertos esperando um novo amor. Se você tem uma comédia romântica preferida e ama como a historia termina, assista o filme e tente imaginar a sua vida naquele roteiro, mas claro, adaptado a sua realidade. O que está esperando? O grande amor da sua vida pode estar te esperando em qualquer lugar ou a grande oportunidade da sua vida de realizar o seu maior sonho esteja bem ali na esquina.                       Levante-se e apenas VIVA.